Make your own free website on Tripod.com
Fotos Da Pm
Swat
Policia Montado[Cvl]
Gate
Policia Civil
                          

Como Engressar



                                                Força Aerea

Ten.-Brig.-do-Ar Luiz Carlos da Silva Bueno Dados Biográficos: 
Posto: Tenente-Brigadeiro-do-Ar
Naturalidade:Estado Rio de Janeiro
Data de Nascimento: 22 de fevereiro de 1940
Data de Praça: 06 de março de 1958
Filiação: Nelson Bueno de Barros e Maria Isabel da Silva Bueno


Luiz Carlos da Silva BUENO
Comandante da Aeronáutica


Nome da Esposa: Sônia Maria Martins Bueno
Filhos:  César Augusto Espíndola Bueno, Luís Carlos Espíndola Bueno e Cláudia Cristina Martins Bueno.

Promoções:

Posto
      data
 
  ASPIRANTE   16 DEZ 1961 
  2º TENENTE   16 OUT 1962
  1º TENENTE   09 OUT 1964
  CAPITÃO   20 JAN 1968
  MAJOR   31 MAR 1972
  TENENTE-CORONEL   31 AGO 1978
  CORONEL   30 ABR 1984
  BRIGADEIRO-DO-AR   25 NOV 1991 
  MAJOR-BRIGADEIRO-DO-AR   31 MAR 1995
  TENENTE-BRIGADEIRO-DO-AR    31 JUL 1999 

Cursos Acadêmicos
Curso de Formação de Oficiais Aviadores;
Curso de Aperfeiçoamento de Oficiais da Aeronáutica;
Curso Superior de Comando e Curso de  Estado-Maior; e
Curso de Preparação de Instrutores da ECEMAR.

Cursos Operacionais
Curso de Tática Aérea;
Curso de Piloto de Caça (Líder de Grupo);
Curso de Piloto de Transporte de Tropa; e
Curso de Piloto de Transporte Aéreo.

Principais Cargos
Oficial de Material do 1º Esquadrão do 1º Grupo de Aviação de Caça;
Oficial de Operações do 2º Esquadrão do 1º Grupo de Aviação de Caça;
Oficial de Operações e Comandante da Esquadrilha de Reconhecimento e Ataque (ERA 31);
Oficial de Suprimento e de Material do 2º Esquadrão do Grupo de Transporte Especial (GTE);
Comandante do 2º Esquadrão do GTE;
Chefe do Departamento Técnico do Parque de Material de Aeronáutica do Galeão;
Chefe da 5º Seção do Comando de Transporte Aéreo;
Instrutor da Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR);
Comandante do 6º Esquadrão de Transporte Aéreo (6° ETA);
Oficial de Gabinete do Ministro da Aeronáutica;
Chefe da 1ª Seção do Comando-Geral do Ar;
Comandante da Base Aérea do Galeão - (idealizador do Projeto de   Assistência ao Menor Carente - PRÓ-MENOR);
Chefe da Comissão Aeronáutica Brasileira em Washington-DC;
Chefe da Divisão de Créditos da Secretaria de Economia e Finanças da Aeronáutica;
Subchefe da Aeronáutica do Gabinete Militar na Presidência da República;
Chefe do Centro de Comunicação Social do Ministério da Aeronáutica;
Chefe da Secretaria de Inteligência da Aeronáutica;
Subdiretor de Manutenção da Diretoria de Material da Aeronáutica;
Diretor de Material Bélico da Aeronáutica;
Diretor de Material da Aeronáutica;
Comandante-Geral de Apoio;
Chefe do Estado-Maior da Aeronáutica.


Cargo Atual
Comandante da Aeronáutica, desde 2 de janeiro de 2003.

Experiência de Vôo
Possui mais de 8.300 horas de vôo.

Aeronaves Voadas
T-21; T-22; T-6; TF-7; C-45; C-47; C-91; T-33; F-80; C- 92; C-118; VC-96; e VU-93.

Condecorações
Ordem do Mérito da Defesa, grau "Grã-Cruz";
Ordem do Mérito Aeronáutico, grau "Grã-Cruz";
Ordem do Mérito Naval, grau "Grande-Oficial";
Ordem do Mérito Militar, grau "Grande-Oficial";
Ordem do Mérito Rio Branco, grau "Grã-Cruz";
Ordem do Mérito Judiciário Militar, grau "Grã-Cruz";
Ordem do Mérito Ministério Público Militar, grau "Grã-Cruz";
Medalha da Vitória;
Medalha Militar de Ouro com Passador de Platina;
Medalha Mérito Santos-Dumont;
Medalha do Pacificador;
Medalha do Mérito Tamandaré;
Medalha da Inconfidência, grau "Grande Medalha";
Medalha Santos-Dumont do Estado de Minas Gerais;
Ordem Nacional do Mérito da França;
Ordem do Mérito Aeronáutico Tenente Silvio Pettirossi, da Força Aérea do Paraguai, grau "Grã-Cruz";
Medalha da Aeronáutica da Força Aérea do Paraguai; e
Ordem do Mérito Constatiniana de San Jorge da Espanha, grau "Grã-Cruz".
 

INGRESSO NA FAB
De acordo com idade e nível de escolaridade, existem várias opções para homens e mulheres ingressarem na Força Aérea, seja como militar de carreira ou temporário.
Para o militar de carreira (oficial ou sargento), o ingresso só é possível mediante a aprovação em concurso público, de âmbito nacional, para uma das Escolas de Formação. O militar, dessa forma, cria um vínculo com a Instituição, podendo deixá-la ao pedir transferência para a reserva remunerada, após o término do seu tempo de serviço.

Já o militar temporário (oficial) permanece na Força Aérea por um período de tempo delimitado, previamente informado. Findo o limite máximo do tempo de serviço, o militar passa para a reserva não remunerada. O ingresso é por meio de uma seleção conduzida pelo Departamento de Ensino da Aeronáutica (DEPENS), que estabelece o período e as vagas para cada área de interesse necessária.

Então, como ingressar na Força Aérea?

Conforme a idade e o nível de escolaridade, há várias formas de ingresso numa Escola Militar. Este se realiza mediante a aprovação do interessado em concurso público de âmbito nacional, que consta de prova